Publicado em 4 comentários

7# PAP: Almofada para alianças

7# PAP: Almofada para alianças

No sétimo post da série, um Passo-a-passo para a almofada das alianças (costurada pelo Noivo)!

7# PAP: Almofada para alianças

Esta é uma tarefa bem fácil de fazer, e a do nosso casamento o André mesmo costurou. (Pra quem duvidar que foi ele, nós temos tudo documentado em vídeo!). A correria da última semana era tanta, que ele teve que colocar a mão na massa também!

Vamos ao PAP?

Continue lendo:

Publicado em 6 comentários

4# Decoração das Mesas

4# Decoração das Mesas

Neste post continuamos a falar da decoração da festa de nosso casamento. No post anterior já falei que essa etapa teve a cooperação de muita gente da família, e esta em especial, da tia Liba.

Os arranjos de mesa só existiram porque esse negócio de criatividade é coisa herdada da família, e minha madrinha é daquelas que entrou duas vezes na fila da criatividade antes de descer aqui nesse mundo. Aí ela também ficou matutando de que jeito seguir meu rigoroso criterio de usar coisas recicladas e de baixo impacto no meio-ambiente. Continue lendo:

Publicado em 3 comentários

2# As Lembranças

2# As Lembranças

Continuando a história do nosso casamento neste segundo post comemorativo, vou contar como fizemos as lembrancinhas para os convidados.

Desde sempre eu sabia que as lembranças do casamento deveriam atender aos seguintes requisitos: 1˚ ser algo útil, 2˚ não descartável, 3˚ singelas e 4˚ feitas em casa. Aí que minha mãe é uma cozinheira de mão cheia e as memórias que tenho da infância ajudando a mexer panela de doce, ou cortando massinha de bolacha de goiabada (entre outras memórias que envolvem papel, tesoura e cores…). Então nós achamos uma boa idéia presentear os convidados com potinhos de geléia caseira, e assim foi.

2# As Lembranças
Continue lendo:

Publicado em 9 comentários

1# O convite

1# O convite

Oi oi oi!

Hoje vou iniciar uma série de posts em comemoração ao aniversário de um mês de nosso casamento, eu e André. Esse não é um blog diário, e coisas deste tipo, sentimentais, então porque falar do nosso casamento, algo tão pessoal? Eu explico, é porque nosso casamento foi intensamente feito artesanalmente, por nossas mãos, com a ajuda de nossos familiares e amigos. Queríamos fazer algo bem pessoal, com nossa “cara”, e ainda mais, que combinasse com as coisas que acreditamos e com o estilo de vida que levamos. E uma das coisas que acreditamos é que não é preciso gastar grana para obter diversão, experiências de vida e felicidade. A única coisa necessária é energia, força de vontade e muito trabalho, transpiração e cooperação.

Bom, vamos ao trabalho! Abaixo estão as fotos do passo inicial dos preparativos para nosso casamento, o convite, ou melhor, o papel do convite, o qual começamos a reciclar cerca de 6 meses antes do casamento. Reciclamos toda papeleira velha e inútil que acumulamos ao longo da universidade, da doação dos amigos e também de alguns papéis que o porteiro do prédio recolheu pra gente ao ver a galera deixando na lixeira. Depois de reciclado, e pronto pra impressão, era a hora de estampar. Ops, esqueci de dizer, mas a caricatura e o layout do convide também foram feitos por mim, ou seja, custo R$ 0,00 nos convites, e demorei 1 final de semana na caricatura, e outro na formatação final do convite. A serigrafia foi cortesia do Angelo, irmão e padrinho do casório, e levou 2 horas num sábado pra fazer. A tinta utilizada era um pote de tinta velha que tava esquecido e endurecido na serigrafia, foi só jogar uma água e bereuza-creuza! Tava ótimo pra usar no papel.

Primeiro processo de reciclagem do papel

Tentamos usar apenas um bastidor, e não deu muito certo

Continue lendo: