Publicado em 41 comentários

6# O Bouquet

6# O Bouquet

Neste 6º episódio do Casamento Reciclado, o Bouquet!

6# O Bouquet

Depois de uma busca sem sucesso pela Internet, atrás de um tutorial de rosas de tecido, que apenas usasse retalhos de tecido, linha, tesoura e agulha, mas que também ficasse com bom acabamento, sem aqueles desfiados, decidi fazer testes e criar minha “pórpria” rosa de tecido. Neste post vou mudar um pouquinho o estilo de postagem da série e dar lugar a um PAP, o passo-a-passo da rosa de tecido. Depois eu continuo contando sobre o bouquet. Quer tentar?

Você só vai precisar de:

  • Retalhos de tecido (de preferência sintético)
  • Tesoura de tecido
  • Agulha fina
  • Linha
  • Vela

1. Comece cortando diferentes tamanhos de pétalas, no formato parecido com na foto abaixo. Quanto mais pétalas, mais “repolhuda” fica a flor, quanto menos, mais com cara de botão ela fica.

6# O Bouquet

2. Comece com os pedaços menores. Dobre ao meio no sentido horizontal da pétala recortada. Com linha dupla na agulha, faça um nó na ponta e comece a fazer um alinhavo nas beiradas da pétala pela parte arredondada. Aqui utilizei linha de outra cor para facilitar a visualização, mas você pode fazer com tecido e linha no mesmo tom.

6# O Bouquet

6# O Bouquet

3. Para fazer o começo do botão da rosa, faça o alinhavo e comece a enrolar a ponta da pétala puxando de leve o alinhavo para formar um franzido suave. Para ficar firme e não desmanchar faça pontos na base do botão formado para ele não desmanchar o formato.

6# O Bouquet

4. Depois de feito o miolo, não arremate a linha! Continue alinhavando a próxima pétala, desta vez uma um pouco maior que a anterior. Alinhave toda a borda, puxe a linha para fazer um leve franzido, e comece a enrolar esta pétala ao redor do miolo do botão. Feito isso, faça uns pontos na base inferior para firmar a segunda pétala ao miolo, e esta não desenrolar.

6# O Bouquet

6# O Bouquet

6# O Bouquet

5. Os passos seguintes repetem o passo 4, com a diferença que em cada próxima pétala, escolha uma maior que a anterior. Fica com mais jeito de pétala de rosa se você começar o alinhavo com a pontinha da pétala enrolada para o lado de dentro, como na foto abaixo:

6# O Bouquet

6. Quando você decidir que já está num tamanho ideal para seu botão de flor, você pode arrematar. Mas se quiser aumentar o tamanho da rosa, adicione mais pétalas, as últimas bem maiores que as anteriores,  faça com que o alinhavo deixe o tecido mais franzido para criar maior volume nas pétalas mais exteriores, e ao invés de enrolar toda a volta, deixe-as mais soltas, completando apenas meia volta.  Termine com alguns pontos para firmar na base da flor como na foto abaixo e arremate a linha.

6# O Bouquet

6# O Bouquet

Dicas: Se você usar um tecido 100% sintético e que desfie muito, uma opção é acender uma vela, e na lateral da chama, aproximar a pétala recortada já dobrada (tente não encostar na chama). O calor da chama derrete os fios do tecido, que se grudam uns aos outros. Você também pode fazer isso ao terminar de costurar o botão, aproximando a base da flor da chama, cuidando para não atingir os pontos de costura, ainda mais se tiver utilizado linha de algodão.

Para o bouquet fiz flores de diversos tamanhos e tons de branco, usando vários tecidos diferentes que fui encontrando, assim não ficou monótono, todo idêntico. As irregularidades e imperfeições também estão presentes na natureza, e ser perfeccionista neste caso não vai trazer muita vantagem. Botões ou rosas mais abertas, flores menores e outras maiores deixa mais bonito, sem falar que poderá aproveitar muito mais os retalhos que tiver à mão.

6# O Bouquet

Finalização:

Para dar acabamento à flor, utilizei os copinhos de caixa de ovo pintados de verde, mas também pode usar retalhos de tecido e mesmo feltro, dependendo de como você quer que a rosa fique, se mais rústica, mais sofisticada… O copinho da foto abaixo ainda foi recortado depois, para ficar em um formato mais delicado.

6# O Bouquet

Para o meu Bouquet usei palitos de churrasquinho forrados com fita de florista, umas fitas verdes que vende em lojas de embalagens e floriculturas. Furei o copinho de caixa de ovo, colei o palitinho com cola quente por dentro, e depois colei a rosa de tecido.

Como eu dispunha de retalhos de renda em tom verde, recortei a renda que tinha desenho de folhinhas, e apliquei ao longo do caule de palitinho já forrado. Para o suporte, forrei um cone vazio de linha de costura com tecido branco, e depois apliquei o que sobrou dos retalhos de renda verde que usei para o caule. Dentro do cone coloquei um pedaço de isopor que veio na caixa do computador, que serviu para firmar os caules da flores. Na base colei um botão branco, assim o bouquet ficava em pé, paradinho na mesa.

E assim ficou:

6# O Bouquet

Mas no casamento aconteceu uma coisa bem legal. Na hora de jogar o bouquet as pessoas me diziam que eu não deveria me desfazer do original, deveria jogar um urso de pelúcia ou outro objeto. Oras! Mas o bouquet é feito pra isso mesmo, não pretendo casar de novo, nem usá-lo em outra ocasião! Decidi jogar! Aconteceu que joguei com tanta força pra cima, que no ar algumas flores se desprenderam, e o bouquet se dividiu. Tá, agora é esperar pra ver quem delas vai casar primeiro! Hehehehe